Lutando pela Fé Evangélica. "Procura apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar e que maneja corretamente a Palavra da Verdade" 2 Tim 2.15

Formando Hábitos de Leitura A maioria dos brasileiros não lê mais que dois livros por ano. Várias pesquisas e "especialistas" p...

Como Ler um Livro - 5


Formando Hábitos de Leitura

A maioria dos brasileiros não lê mais que dois livros por ano. Várias pesquisas e "especialistas" procuram decifrar este fato. Alguns afirmam que os livros no Brasil são caros, outros dirão que a baixa escolaridade é atrapalha a leitura proveitosa. Outros ainda afirmam que a falta de costume e do hábito da leitura dificultam a leitura.

Sem dúvida, de alguma forma tudo isso pode contribuir na falta do hábito da leitura.

Porém, gostaria de propor uma outra possiblidade e pensar em algumas implicações.

A falta de hábito na leitura existe basicamente pois há também, e principalmente, a falta de disposição para a leitura.

Ler é um hábito a ser adquirido e envolve uma decisão.

A leitura é um hábito que pode ser aprendido. Assim como desenvolvemos hábitos ao longo de nossa vida, precisamos aprender a desenvolver o hábito da leitura.

Se eu desejo adquiri-lo preciso praticá-lo. Não há como aprender a ler somente conhecendo algumas orientações sobre a leitura. A prática é necessária.

Assim como aprendemos várias coisas novas e formamos hábitos ao longo de nossa vida, também precisamos aprender algumas técnicas de leitura se quisermos aprender a ler e aprender a ler com mais proveito.

Mas de nada adianta conhecer as técnicas se não houver a decisão querer aprender a ler. Podemos saber tudo sobre o assunto e mesmo assim não praticarmos.

Podemos conhecer todas as normas para dirigir um carro, mas nunca teremos a habilidade necessária para dirigir se não sentarmos no banco do motorista e começarmos a dirigir. No começo pensamos mais no processo como um todo, contudo, com o tempo, a medida que adquirimos habilidade, temos a tendência de melhorar e desenvolver nossa habilidade para dirigir.

O mesmo processo ocorre com a leitura. Eu preciso aprender como ler, e começar a aplicar em minha vida. E isso leva tempo.

Portanto, a leitura é muito mais uma questão de disposição, de desejo, do que um necessariamente um problema social ou mesmo um problema econômico.

Passa pela decisão de ler e aprender um novo hábito. Passa pelo organização, separar tempo para ler, procurar, prestar atenção, concentração.

A decisão de aprender a ler é o cerne de um processo que começa hoje e tão limites. A prática ajuda a desenvolver este hábito, melhorando a cada dia.

Aprendendo a Fazer Perguntas Você já pegou um bom livro nas mãos, tentou lê-lo, mas sempre esbarrou nas primeiras páginas, ou nos primeiro...

Como Ler um Livro - 4

Aprendendo a Fazer Perguntas

Você já pegou um bom livro nas mãos, tentou lê-lo, mas sempre esbarrou nas primeiras páginas, ou nos primeiros capítulos? Você começa a sua leitura e de repente você cai no sono. Não se preocupe, você não está sozinho nesta parada. Muitos de nós, senão todos, já dormimos com um bom livro na mão.

Por que será que isso acontece?

Algumas respostas são bem simples: você realmente estava com sono e, qualquer coisa que fizesse naquele momento lhe traria mais sono. Ainda pode ser que você não está habituado a ler e pegou um livro com palavras difíceis, com um português rebuscado e isso o desestimulou.

Mas ainda pode ser uma outra coisa. Você não estava cansado, o livro tinha um linguajar adequado, mas mesmo assim você dormiu com ele.

Isso geralmente ocorre, pois enquanto lemos não aprendemos, ou mesmo não sabemos como lidar com o livro que temos em mãos. Uma das alternativas para aproveitar melhor o livro e poder apreciá-lo melhor é aprender a fazer perguntas ao livro a medida que lê.

Vou propor três perguntas que podemos fazer desde o dia em que escolhemos o livro e nos aventuramos em sua leitura.

Estas três perguntas nos ajudarão bastante em nossa leitura e até mesmo na escolha do livro que iremos ler. São estas:

1. Qual o tema do livro? Qual o seu assunto?

Geralmente os autores abordam o tema em suas primeiras páginas onde vão dar uma introdução ao tema que abordarão em seu livro.

Descobrir o tema de um livro o ajudará a pensar sobre a medida que o autor desenvolve a sua argumentação.

2. Como o autor desenvolve o tema?

A medida que o autor vai desenvolvendo o seu tema, você pode procura descobrir como o autor desenvolve o tema.

Uma leitura é como uma "conversa" entre o leitor e o autor do livro. É muito provável que ele
saiba muito mais sobre o assunto e o desenvolve em seus capítulos.

A leitura realmente proveitosa é aquela que sabe fazer boas perguntas ao texto. E não somente isso; ele sabe "dialogar", questionar, avaliar o autor à medida em que lê o livro.

Se eu desejo aproveitar o máximo de um livro, preciso aprender a argumentar com ele à medida que o leio.

3. Qual a sua base teológica?

A terceira pergunta a ser feita enquanto eu leio o livro se refere às pressuposições teológicas do autor.

É preciso que estejamos atentos às pressuposições que o autor coloca a medida que desenvolve o seu tema.

Enquanto passamos pelas páginas do livro, precisamos perguntar:
  • esta afirmação do autor é baseada em qual doutrina bíblica?
  • existe algum texto bíblico que poderia contrapor o que ele está afirmando?
  • caso exista, como responder bíblicamente à colocação do autor?
Estas são apenas algumas perguntas que precisamos fazer enquanto lemos um livro.

Portanto, todas leitura será mais proveitosa à medida que aprendemos a interagir com o autor e a pensar nas implicações à medida que lemos.

Espero que estas perguntas o ajudem a aproveitar bastante da livro que tem em suas mãos, não mais dormindo com ele, mas aprendendo com ele e por meio dele.