Nossso site agora esta em nova casa. Acesse agora www.bibliotecaevangelica.com

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

Os perigos da igreja - 1 parte

A igreja brasileira tem crescido muito nos últimos anos. Hoje podemos notar a presença envangélica em diversos segmentos. Se ligamos a televisão, encontramos pastores pregando em diversos canais. Hoje existem uma enorme variedade de literatura, livros, revistas, jornais e outras publicações. Os evangelicos também são encontramos na vida pública, com cada vez mais politicos que se dizem evangélicos. Na internet, encontramos vários sites com os mais diversos conteúdos.
Tudo seria motivo de exultação, mas não é. Você pode se perguntar porque? Infelizmente junto com tudo isso tem pipocado os escândalos, denuncias e história das mais diversas.
As igrejas de hoje tem procurado cada vez mais viver o pragmatismo teológico, ou seja, ela faz aquilo que dá certo, ao invés de fazer aquilo que é certo.
O estudo criterioso da Palavra de Deus tem sido trocado pela busca do sentir-se bem, ser feliz, ir para frente, prosperar, crescer profissionalmente, etc.
As igrejas deixaram as Escrituras, como revelação de Deus para ouvir revelações de um "apóstolo", um "bispo", um "pastor", que afirmam enfaticamente que o que eles falam é palavra divina, e não pode ser questionado. O grande argumento que eles tem para dizer que o que eles fazem, dizem vem de Deus é o pragmatismo. É só ligar na televisão e ouvir: "como isso não pode ser de Deus, pois eu fui curada? eu consegui um emprego? eu conquistei aquilo? Não há uma reflexão sobre a procedência, ou mesmo uma comparação bíblica com o que eles dizem e fazem.
A Palavra de Deus é a palavra proferida pelo líder e não as Escrituras Sagradas. Esta na verdade é usada como um talismã, como se suas palavras fossem mágicas que ao falar liberam poder.
Os problemas são culpa do demonio e não da natureza decaída do homem.
Sua doutrina é fraca, pois usam mau a Palavra de Deus, não conhecem os textos bíblicos e aplicam mau.
Esta onda neo-pentecostal, mostra que o homem é o centro do universo, que o seu propósito é ser feliz, que Deus está a seu serviço para cumprir os seus prazeres.
Sua doutrina corroe, pois não lida com o coração, não lida com as motivações do coração e não ajuda as pessoas a terem uma vida submissa a Deus. Mantém as pessoas cativas a uma instituição e não desenvolvem uma comunhão com Deus.
No próximo post, falaremos de outro perigo que ronda a igreja de hoje em dia. Eu diria que é o outro lado, mas tão perigoso quanto.

sábado, 9 de dezembro de 2006

Os escândalos da igreja evangélica - algumas reflexões




Os escândalos de pastores, teólogos e igrejas que aparecem hoje em dia na Televisão, nos jornais e revistas nos assustam e deixam pensativos: O que aconteceu com a igreja?

Ficamos assustados com o que vemos, tristes com estas histórias e situações que nos envergonham.
Mas isto não deveriam nos assustar, pois a própria Bíblia já declarava há mais de dois mil anos em suas páginas.
Olhando para alguns texto aprendemos algumas coisas:
  • Os homens que operam milagres não são necessariamente pessoas que conhecem a Deus.
    No final do Sermão do Monte Jesus disse: "Nem todo o que me diz Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que está no céu. Muitos naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura não temos nós profetizado, em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi explicitamente: Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim todos vós que praticais a iniquidade" - Mateus 7.21-23
  • Os homens que fazem parte do corpo de Cristo surgem pessoas ensinando heresias.
    Em sua despedida dos líderes da igreja de Éfeso, Paulo disse: "Eu sei que depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que dentre vós mesmos se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás dele" - Atos 20.29-30
  • Os homens que procuram ouvir aquilo que agrada ao seu enganoso coração.
    Mais tarde Paulo escreveu a Timóteo relembrando ao seu amado discípulo de algumas características dos últimos dias: "Pois haverá tempo em que não suportarão a são doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres, segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvido à verdade, entregando-se a fábulas." - 2 Timóteo 4.3.-4
  • Os homens que usam o evangelho como forma de promoção pessoal.
    Pedro também queria alertar aos seus leitores sobre algumas características de alguns líderes: "Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade;também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme." - 2 Pedro 2.1-3
Portanto, o que vemos hoje em dia, tanto aqui como nos Estados Unidos, não deveriam nos assustar, mas levar a uma honest reflexão sobre quais ministérios e pessoas aprovamos, apreciamos, apoiamos e buscamos. Deveríamos pensar qual o papel da igreja e o que temos feito, ou deixado de fazer para o cumprimento deste papel.

Estes escândalos não são novidades para Deus, nem mesmo para os primeiros líderes da igreja.
Devemos olhar para as nossas vidas e ministérios, e avaliar com humildade até que ponto não podemos cair nos mesmos erros, como Paulo mesmo nos alertou: "Aquele que pensa estar em pé, veja que não caia." - 1 Corintios 10.12
Mais para frente em outros posts falarei um pouco mais sobre o que a Bíblia tem a dizer sobre o papel da igreja e algumas implicações para nossas vidas e ministérios.

veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...