Lutando pela Fé Evangélica. "Procura apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar e que maneja corretamente a Palavra da Verdade" 2 Tim 2.15

A igreja brasileira tem crescido muito nos últimos anos. Hoje podemos notar a presença envangélica em diversos segmentos. Se ligamos a telev...

Os perigos da igreja - 1 parte

A igreja brasileira tem crescido muito nos últimos anos. Hoje podemos notar a presença envangélica em diversos segmentos. Se ligamos a televisão, encontramos pastores pregando em diversos canais. Hoje existem uma enorme variedade de literatura, livros, revistas, jornais e outras publicações. Os evangelicos também são encontramos na vida pública, com cada vez mais politicos que se dizem evangélicos. Na internet, encontramos vários sites com os mais diversos conteúdos.
Tudo seria motivo de exultação, mas não é. Você pode se perguntar porque? Infelizmente junto com tudo isso tem pipocado os escândalos, denuncias e história das mais diversas.
As igrejas de hoje tem procurado cada vez mais viver o pragmatismo teológico, ou seja, ela faz aquilo que dá certo, ao invés de fazer aquilo que é certo.
O estudo criterioso da Palavra de Deus tem sido trocado pela busca do sentir-se bem, ser feliz, ir para frente, prosperar, crescer profissionalmente, etc.
As igrejas deixaram as Escrituras, como revelação de Deus para ouvir revelações de um "apóstolo", um "bispo", um "pastor", que afirmam enfaticamente que o que eles falam é palavra divina, e não pode ser questionado. O grande argumento que eles tem para dizer que o que eles fazem, dizem vem de Deus é o pragmatismo. É só ligar na televisão e ouvir: "como isso não pode ser de Deus, pois eu fui curada? eu consegui um emprego? eu conquistei aquilo? Não há uma reflexão sobre a procedência, ou mesmo uma comparação bíblica com o que eles dizem e fazem.
A Palavra de Deus é a palavra proferida pelo líder e não as Escrituras Sagradas. Esta na verdade é usada como um talismã, como se suas palavras fossem mágicas que ao falar liberam poder.
Os problemas são culpa do demonio e não da natureza decaída do homem.
Sua doutrina é fraca, pois usam mau a Palavra de Deus, não conhecem os textos bíblicos e aplicam mau.
Esta onda neo-pentecostal, mostra que o homem é o centro do universo, que o seu propósito é ser feliz, que Deus está a seu serviço para cumprir os seus prazeres.
Sua doutrina corroe, pois não lida com o coração, não lida com as motivações do coração e não ajuda as pessoas a terem uma vida submissa a Deus. Mantém as pessoas cativas a uma instituição e não desenvolvem uma comunhão com Deus.
No próximo post, falaremos de outro perigo que ronda a igreja de hoje em dia. Eu diria que é o outro lado, mas tão perigoso quanto.