Lutando pela Fé Evangélica. "Procura apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar e que maneja corretamente a Palavra da Verdade" 2 Tim 2.15

O profeta Daniel é lembrado por todos nós como um dos grandes profetas das Escrituras e  pelos eventos incríveis  que passou em sua vida. ...

A VITALIDADE DA FÉ

O profeta Daniel é lembrado por todos nós como um dos grandes profetas das Escrituras e  pelos eventos incríveis  que passou em sua vida. Lembramos de Daniel como o homem que revelou os sonhos a Nabudonossor. Lembramos de Daniel na cova dos Leões, e também de seus amigos na fornalha acesa.

Porém, há um evento que é tão importante quanto todos estes, pois revela como um homem pode se manter fiel a Deus, a despeito do local onde ele vive e trabalha por tantos anos.
No final de sua vida, com aproximadamente 80 anos, lemos esse pequeno parágrafo em seu livro: "...no primeiro ano de seu reinado, eu, Daniel, entendi pelos livros, que o número de anos que falara Jeremias....era de setenta anos" (Daniel 9.2). Este é um dos trechos que passa despercebido, pois logo abaixo há uma oração piedosa e marcante feita por ele. 

Entretanto, se olharmos com mais atenção veremos um fator importante na vida de Daniel. Mesmo idoso, tendo passado por tantos reinos e anos buscando e servindo a Deus, ele ainda mantinha um costume, uma atitude que fez dele um homem especial (piedoso). Ele ainda estudava as Escrituras. Daniel entendia que mesmo tendo passado muitos anos e permanecido fiel a despeito de onde estava e do que lhe ocorrera, ele ainda buscava nas Escrituras o alimento sólido para balisar a sua vida.

Certa feita, em uma viagem, um jovem encontrou-se com um grande pregador de seu país. Um homem conhecido por sua mensagem e por sua vida. Ao encontrar-se com ele perguntou qual era o grande segredo de uma vida tão piedosa e uma mensagem tão poderosa. Ao que o pregador respondeu: "Enquanto você gastar mais tempo com esta revista que com este livro (a Bíblia), saberá mais coisas a respeito desta revista do que deste livro". 

Daniel entendia o valor do estudo pessoal das Escrituras e isso fez diferença em sua vida.  Daniel nos ensina com esta simples atitude que uma vida piedosa sempre passará por um estudo aplicado das Escrituras.